Arquivo da Categoria: Windows

Assuntos relacionados ao Sistema Operacional, da empresa Microsoft, mais usado no mundo todo.

Manutenção Preventiva, Preditiva e Corretiva, qual é a melhor? (parte 2)

Dando continuidade a nossa série “Manutenção Preventiva, Preditiva e Corretiva, qual é a melhor?“, hoje abordaremos outro tipo de manutenção muito utilizada por técnicos nas mais diversas áreas: a Manutenção Preditiva.

Conceito: “É o acompanhamento periódico de equipamentos ou máquinas, através de dados coletados por meio de monitoração ou inspeções, físicas ou lógicas, com a finalidade de indicar as condições reais do funcionamento dos equipamentos com base na análise dos dados coletados verificando seu estado de degradação ou desgaste.”
Fonte: Manutenção em Foco

Este tipo de manutenção pode ser realizado em computadores, servidores, impressoras, notebooks e demais equipamentos como forma de prevenção a futuras falhas e prejuízos.

Através de softwares de gestão e monitoramento, como o Everest, CPU-Z, Core Temp, Speedfan e muitos outros, é possível visualizar exatamente onde algum problema poderá vir a ocorrer, resultando assim, em ganho de performance.

Um exemplo para manutenção preditiva em servidores e computadores é a monitoramento da temperatura do processador e a velocidade do cooler. De posse destas informações, é possível verificar se existe a necessidade de parada técnica para realização de manutenção nos equipamentos.

Estudos sugerem que, a manutenção preditiva gera uma economia de até 30 vezes o valor investido no equipamento. Obviamente, isto depende da área em que o equipamento está localizado, o tipo, além quais recursos foram aplicados.

Em geral, a manutenção preditiva bem aplicada, permite uma vida útil dos equipamentos seja consideravelmente maior do que de um equipamento em que não foi efetuada a manutenção.

Com isso, entendemos que a manutenção preditiva tem por objetivo antecipar a necessidade de paradas técnicas agendadas, de forma a verificar o exato causador do problema, a fim de realizar substituição e manutenção de equipamentos de forma mais ágil, gerando economia de tempo e dinheiro.

Para acessar o primeiro artigo, clique aqui e confira.

Aguarde, o final da nossa série sobre os tipos de manutenções e seus impactos e vantagens.

Entre em contato conosco para que seu equipamento tenha maior durabilidade.
Acesse sehtecnologia.com.br e saiba mais sobre os nossos serviços!

Manutenção Preventiva, Preditiva e Corretiva, qual é a melhor? (parte 1)

Nesta série de 3 artigos que a S&H-tecnologia inicia hoje, serão abordados os tipos de manutenção em equipamentos tecnológicos existentes e a sua importância, além da periodicidade de execução que deve-se observar, além de quais cuidados para que não seja necessário gastos com peças de reposição ou até mesmo inutilização total do equipamento. Nela, serão abordados 3 tipos principais de manutenções que podem ser executados nos equipamentos de TI (Tecnologia da Informação – em inglês – IT (Information Tecnology): Manutenção Preventiva, Manutenção Preditiva e Manutenção Corretiva.

É de extrema importância investir em manutenção de servidores, smartphones e outros eletrônicos para que a vida útil de seu equipamento não seja prejudicada.

A escolha do tipo de manutenção adequada e o tempo de execução, depende de cada tipo de equipamento e de ambiente.

Hoje, falaremos de Manutenção Preventiva.

Conceito: “É toda ação sistemática de controle e monitoramento, com o objetivo de reduzir ou impedir falhas no desempenho de equipamentos. A manutenção aumenta a confiabilidade e leva o equipamento a operar sempre próximo às condições que saiu de fábrica. ” Fonte: Wikipédia.

Este tipo de manutenção deve ser realizado em equipamentos como computadores, servidores, impressoras, notebooks e demais equipamentos como forma de prevenir futuras falhas e prejuízos.

Como exemplo de erros decorrentes de ausência de manutenção preventiva, temos fontes de energia queimada, processador com superaquecimento, travamento do sistema operacional, etc..(em computadores), impressão manchada ou agarrando as folhas (em impressoras), são exemplos de problemas que podem ser evitados através de manutenções preventivas.

A manutenção preventiva auxilia para que o equipamento continue funcionando em perfeito estado e por muito mais tempo que a garantia do fabricante sugere.

A periodicidade das manutenções deverá ser baseado na utilização, ambiente em que o equipamento está funcionando e ações externas como o clima. Abaixo segue alguns exemplos:

Equipamento - Tempo de utilização - Ambiente utilizado - Tipo de Clima - Período de Manutenção
Desktop - Diariamente - Escritório em Centros Urbanos - Seco - A cada 4 meses
Desktop - Diariamente - Escritório em Centros Urbanos - Úmido - A cada 8 meses
Desktop - Diariamente - Residências - Seco - A cada 6 meses
Desktop - Diariamente - Residências - Úmido - A cada 12 meses
Notebook - Diariamente - Escritórios e áreas externas - Seco - A cada 5 meses
Notebook - Diariamente - Escritórios e áreas externas - Úmido - A cada 7 meses
Notebook - Diariamente - Residências - Seco - A cada 6 meses
Notebook - Diariamente - Residências - Úmido - A cada 9 meses
Servidores - Diariamente - Centro de dados - Seco - A cada 8 meses
Servidores - Diariamente - Centro de dados - Úmido - A cada 12 meses
Impressoras - Diariamente - Escritório em Centros Urbanos - Seco - A cada 5 mil impressões
Impressoras - Diariamente - Residências - Úmido - A cada 10 mil impressões (*)
(*) Depende do tipo e gramatura (espessura) do papel utilizado.

Aguarde, na próxima semana continuaremos nossa série sobre os tipos de manutenções e seu impacto nos equipamentos.

Entre em contato conosco para que seu equipamento tenha maior durabilidade. Acesse sehtecnologia.com.br e saiba mais dos nossos serviços!

Windows 8 – Fim de um curto período

Após o encerramento oficial das atualizações para o Internet Explorer 8, 9 e 10, acontecido no ultimo dia 12 de janeiro, a Microsoft também encerrou as atividades de suporte para o Windows 8, lançado em 2012.
Segundo estatísticas da empresa, apenas cerca de 3% dos computadores do mundo, com o Sistema Operacional da Microsoft, ainda possuem o Windows 8 instalado.
O impacto para os usuários deste sistema é que estarão mais vulneráveis a ataques.
Para os usuários e empresas que possuem o Windows 8 em seus dispositivos (Computadores de mesa, Notebooks, Tablets e outros Gadgets), o recomendado é que façam a atualização para o Windows 8.1, lançado em 2013 e que terá suporte e atualizações até 2023, seguindo o padrão da empresa de 10 anos para cada um de seus sistemas operacionais. A Microsoft informou ainda que a migração direta do Windows 8 para o Windows 10 não é permitida, sendo necessário atualizar para o 8.1 e em seguida, até julho/2016, atualizar gratuitamente para o 10.

Fontes:  Portal R7 Notícias, Techtudo e ITForum 365

Internet Explorer versões 8,9 e 10 chegam ao fim

Após anúncio da Microsoft na semana passada, hoje dia 12 de janeiro de 2016, chega ao final o suporte e as atualizações de segurança para as versões 8, 9 e 10 do navegador mais usado no mundo, o Internet Explorer.Os usuários que ainda utilizam estas versões devem migrar para a versão 11, ou para outros navegadores como o Google Chrome ou o Mozilla Firefox por exemplo.
Fiquem ligados em nosso Blog e saiba das novidades no mundo tecnológico.